Novidade: Google Marketplace e compras no YouTube


Novidade: Google Marketplace e compras no YouTube

Recentemente, surgiu uma novidade que deixou os vendedores de marketplaces muito animados e esperançosos: o Google Marketplace. A ferramenta foi anunciada durante o evento Marketing Live, em São Francisco, e promete competir diretamente com a Amazon Marketplace.

A iniciativa chega em um momento de grande crescimento do Google Shopping, que já domina as estatísticas de tráfego pago para o e-commerce nos Estados Unidos e na Europa. Só de 2016 para 2017, obteve um crescimento aproximado de 20% no mundo. A Amazon, inclusive, é uma das maiores investidoras da plataforma.

Devido a isso, o Google Shopping será otimizado para disputar com grandes marketplaces. Ele permitirá que os compradores procurem produtos, comprem por um e-commerce, pela loja física ou pelo próprio site do Google.

Como serão feitas as compras no Google Marketplace?

O comprador conseguirá concretizar a venda pelo próprio Google, sem precisar abrir outras páginas. O pagamento també é feito no Google Marketplace, pela sua carteira virtual.

Em casos de trocas ou devoluções, o Google fará intervenção entre o lojista e comprador, como ocorre em outros marketplaces.

Anúncios e compras pelo YouTube

A informação que mais impactou foi a possibilidade de poder fazer comprar de produtos exibidos em vídeos no YouTube.

Supondo que o vídeo contenha algum tipo de lançamento de smartphone, ele poderá ficar disponível para compra no próprio vídeo.

Concorrência com a Amazon

A Amazon é conhecida mundialmente por seu marketplace e está no mercado a mais de 20 anos. No Brasil, deu início ao marketplace em 2017.

Por ter uma grande diversidade de lojistas em sua plataforma, os consumidores acabam pesquisando produtos diretamente nela. Com isso, a Amazon recebe muitos investimentos em propagandas. Pensando nisso, o Google resolveu criar sua própria plataforma diferenciada e extremamente competitiva, buscando receber justamente esses investimentos.

O lojista deverá cuidar da logística e manutenção dos produtos dentro do marketplace, deixando por conta do Google somente a questão de visibilidade e pagamento.

A plataforma também receberá uma porcentagem sobre as vendas dos lojistas. Entretando, um grande diferencial do Google Marketplace será a cobrança de taxas, que prometem ser menores que as demais.

O Google Marketplace virá com uma série de atualizações para o comércio eletrônico, além do Google Express, Google Shopping e Local Ads.

Além da integração com Google Assistant e Google Home, permitindo busca de produtos por vós e adicionar produtos no carrinho automaticamente. Portanto, facilitará as transações por dispositivos móveis, por ser a forma mais utilizada pelos internautas para fazer pesquisas no site.

Segundo o Google, esses novos recursos ficarão disponíveis no fim de 2019, mas ainda não há previsão para o lançamento no Brasil.

Promissor, não? Comente aqui pra nós quais são os marketplaces que você utiliza e se está animado com a novidade.

+ Sem comentários

Comente